Cachoeira do Campo - Ouro Preto


[voltar]

Conta com clima famoso por ser o mais saudável do Brasil, com o conforto moderno que ninguém dispensa e a tranqüilidade do interior de minas

O nome do distrito se deu em referência à cachoeira muito alta do rio que banha a região e nasce na Serra do Trino. Cachoeira do Campo sempre atraiu pela sua beleza natural.

O distrito de Cachoeira deveu a sua fundação à amenidade do seu clima, a regular fertilidade de seu solo e ao encanto de suas belas paisagens. O comércio, a agricultura e a pecuária foram as principais atividades econômicas desenvolvidas no século XIX e início do século XX. Atualmente, microempresas de diversas naturezas e mineradoras que exploram o calcário instalaram-se na região.

Provavelmente, o desenvolvimento do distrito se deveu ao grande número de pessoas que se dirigiram à região no período da crise de fome por que passou Vila Rica. Para conseguir alimentação, essas pessoas iniciaram as atividades agrícolas e pastoris na terra. Em 1710, Frei Francisco Botelho de Menezes, um dos fundadores do local, iniciou a tradição de Cachoeira do Campo como centro abastecedor de Vila Rica. Ao contrário da maioria dos distritos que circundam Ouro Preto, Cachoeira nunca se destacou por desenvolver atividades mineradoras.

A construção da matriz, com cinco altares de finíssima talha - dourados com puro ouro, data de 1726. Ela apresenta notável beleza e ricos ornamentos com objetos de prata e jóias. Com o desenvolvimento, Cachoeira do Campo perdeu o aspecto de vila colonial. A igreja de Nossa Senhora de Nazareth se mantém imponente. No entanto, são poucos os casarões que sobreviveram ao tempo, a maioria deles em torno da praça matriz.

O quartel foi transformado, em 1896, no Colégio Dom Bosco onde os padres mantiveram durante muitos anos o funcionamento do internato com ensino regular para meninos. Depois se tornou escola agrícola e atualmente é exercido o ensino fundamental. O espaço também serve como local de encontros, reuniões e simpósios. Os terrenos do colégio são marcos fundamentais na história do local, abrigando a cachoeira que deu nome ao distrito.

O antigo palácio dos governadores foi transformado, em 1811, em internato para meninas, pelas irmãs salesianas. Atualmente abriga o colégio Nossa Senhora Auxiliadora e o Retiro das Rosas, um mini-centro de convenções com diversas salas capazes de atender a grupos variados para retiros, reuniões e congressos.

Dos distritos de Ouro Preto, Cachoeira do Campo foi o que mais se organizou. É dotado de todos os serviços de infra-estrutura que garantem o conforto de sua população: luz, água tratada, coleta de esgoto e lixo, meios de transporte etc. As festas mais importantes são a da padroeira Nossa Senhora de Nazareth; a Festa do Cavalo, que corre em julho; e a Festa da jabuticaba, no final do ano. Destaca-se também pela instalação do Centro de Apoio Integral à Criança Felipe dos Santos.





Veja também:

HOSPEDAGEM: Conheça a Pousada Jardim Secreto


Desenvolvido por: www.masterix.com.br